..::Alberto::..

E-familynet.com Ticker

..::Arthur::..

E-familynet.com Ticker

13 de fevereiro de 2011

Uma data: os dois lados da existência

Hoje é um dia muito importante.
porque a 28 anos atrás eu chegava neste mundo, em uma madrugada de domingo, Carnaval e lá estava eu estreando! Aniversário é uma coisa muito importante, pra mim é a data mais importante do ano, não pode deixar de ser comemorada e hoje não será diferente, pelo menos um bolinho com velinhas terá!



a 6 anos atrás, quando eu estava completando 22 anos pedi a pessoa mais importante da minha vida, meu porto seguro, meu herói, meu salvador, meu tudo, meu PAI.
Também num domingo dei "tchau" a quem me deu a vida, costumo comparar esta perda a como se eu estive perdido uma perna (meu pai) e tivesse ficado apenas com uma (minha mãe) e hoje tenho a muleta mais preciosa do mundo (meu filho).

O mais difícil de hoje é que mesmo com o passar do tempo não consigo esquecer o que vivi naquele dia, nessa data revivo cada passo que dei, cada precioso segundo ao lado dele, revivo a dor que senti (é claro que não com a mesma intensidade daquele dia, mas ainda assim uma dor imensa). Já consigo comemorar meu aniversário, mas aquele pedacinho do meu coração sempre vai fazer falta.

Hoje tenho uma visão diferente da vida, encontrei meu caminho espiritual, vivo em paz com a religião que me deu as respostas que ficou faltando quando passei por essa perda, hoje sei que tinha que ser assim, que só estamos separados fisicamente, que um dia voltaremos a ficar juntos (lá no fundo não vejo a hora disso acontecer). Sei que ele esta bem e que me ama muito. Mas mesmo sabendo tudo isso o único presente que eu queria receber neste dia era um abraço apertado e poder dizer a ele "Pai te amo".
 
 
Pai!
Pode ser que daqui a algum tempo
Haja tempo prá gente ser mais
Muito mais que dois grandes amigos
Pai e filho talvez...


Pai!
Pode ser que daí você sinta
Qualquer coisa entre
Esses vinte ou trinta
Longos anos em busca de paz...


Pai!
Pode crer, eu tô bem
Eu vou indo
Tô tentando, vivendo e pedindo
Com loucura prá você renascer...


Pai!
Eu não faço questão de ser tudo
Só não quero e não vou ficar mudo
Prá falar de amor
Prá você...


Pai!
Senta aqui que o jantar tá na mesa
Fala um pouco tua voz tá tão presa
Nos ensine esse jogo da vida
Onde a vida só paga prá ver...


Pai!
Me perdoa essa insegurança
Que eu não sou mais
Aquela criança
Que um dia morrendo de medo
Nos teus braços você fez segredo
Nos teus passos você foi mais eu...


Pai!
Eu cresci e não houve outro jeito
Quero só recostar no teu peito
Prá pedir prá você ir lá em casa
E brincar de vovô com meu filho
No tapete da sala de estar
Ah! Ah! Ah!...


Pai!
Você foi meu herói meu bandido
Hoje é mais
Muito mais que um amigo
Nem você nem ninguém tá sozinho
Você faz parte desse caminho
Que hoje eu sigo em paz
Pai! Paz!...



1 comentários:

Leila... disse...

Nossa, chorei muito, ha 2 anos perdi meu pai, numa data importante tambem o natal, e como vc perdi muito, foi tao dolorido, meu pai era a pessoa mais integra, mais feliz por mim, mais presente em minha vida, sinto demais a falta dele...mas tenho minha filha, minha mae e caminho na certeza que vamos nos reencontrar.
bjs